Vice dos EUA aconselha

https://noticias.terra.com.br/mundo/estados-unidos/vice-dos-eua-aconselha-trump-a-crescer-e-ser-um-adulto,05975c12efaba6dd58ab1ecb10e7a56cakun2v3t.html
ESTADOS UNIDOS

Vice dos EUA aconselha Trump a “crescer e ser um adulto”

O vice-presidente criticou o uso do Twitter pelo magnata

6 JAN2017

12h27

atualizado às 12h27

Já não é segredo que o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não aprova o republicano Donald Trump ser o presidente eleito do país. No entanto, na noite desta quinta-feira (6), o democrata disse que já é hora do milionário “crescer” e “ser um adulto”.

Foto: Montagem / Getty Images

Em uma entrevista ao programa News Hour’s da emissora de televisão norte-americana PBS , a jornalista Judy Woodruff perguntou ao vice de Barack Obama o que ele pensava da série de tweets que o magnata enviou na sua rede social nos últimos dias, que criticavam os serviços de inteligência do país e vários políticos, como o atual presidente.

Com um sorriso no rosto, Biden respondeu que é hora de Trump “ser um adulto”. “Cresça, Donald. Cresça. Hora de ser um adulto. Você é o presidente. Você tem que fazer alguma coisa. Mostre-nos o que você tem. Você deve propor leis, devemos discuti-las, deixe que seja o povo que decida, deixe que o Congresso vote. Vamos ver o que vai acontecer”, aconselhou o vice-presidente.

Biden também reclamou das críticas feitas por Trump às agências de inteligência norte-americana. O milionário acredita que a Rússia não teve nenhuma relação com o resultado das eleições presidenciais de novembro do ano passado, que apontaram a sua vitória.

“A ideia de que você possa saber mais que a comunidade de inteligência sabe é como dizer que eu sei mais sobre física que o meu professor. Eu não li o livro, eu apenas sei que sei mais”, disse o vice-presidente. Não é a primeira vez que Biden mostra seu descontentamento sobre Trump. Em outubro do ano passado, o democrata sugeriu que gostaria de ter brigado com o republicano se estivesse na mesma escola que ele.

“A imprensa sempre me pergunta: não eu não desejo estar debatendo com ele. Não, eu desejo que a gente estivesse no ensino médio. Eu poderia levá-lo atrás do ginásio. Isso é que eu desejo”, disse o politico em uma entrevista.

ANSA